segunda-feira, abril 19, 2010

O amor das Testemunhas de Jeová


Desde a publicação do post “Morre Michael Jackson, a mais famosa das Testemunhas de Jeová", temos recebido vários comentários dos membros dessa organização. Uma boa parte é para nos alertar que estamos errados (cachorro volta ao vômito, porca a sua sujeira, coisas do tipo), que são até leves. De vez em quando recebemos alguns ataques pessoais. Veja os comentários postados por Lauro abaixo:
“Maurílio, vc é mais um que faz parte da cristandade, ou seja, "BABILÔNIA A GRANDE", nós Tjs não vamos perder tempo falando com vc. saiba que é Jeová que atrai as pessoas. Então, se vc ainda nao foi atraído,é pq nao tem capacidade pra fazer parte de seu povo. Estude as escrituras sagradas. não faça como os fariseus... “
“nao podemos perder tempo com hipócritas, ainda mais com essa barbixa.. rsrsrs será que Deus aprova essa barbixa seu retardado. Rsrsrrsrs”
Veja quanto amor esse querido seguidor da Torre exala em seus dois comentários.
Como responder a um comentário como esse?
A primeira coisa é não ficar irado. Esse tipo de reação é normal quando se lida com a Torre de Vigia e seus seguidores. Existe um ditado em inglês que diz que se você jogar um pedra em um bando de cachorros, aquele que latir é o que foi atingido. Essa é uma reação natural. E por um motivo bem simples.
Veja que não existe no comentário do Lauro (o qual não possui um perfil que possa ser acessado) qualquer tipo de argumento. Nenhuma contestação, somente acusações. É fácil perceber que seu comentário é até contraditório. Ele diz “não vamos perder tempo falando com você”, mas ele volta logo depois para postar mais um comentário para dizer que “não podemos perder tempo com hipócritas”. Mas não é exatamente isso que ele está fazendo? Perdendo tempo conosco?
Ele nos chama de hipócritas. O que é ser hipócrita? É agir de forma diferente daquela que se fala. Pois bem, ele está dizendo para não perder tempo com a gente mas ele volta para nosso blog para fazer aquilo que ele diz que não deve ser feito: perder tempo. Não seria isso hipocrisia?
A grande maioria dos comentários das Testemunhas de Jeová seguem essa linha. São sempre acusações, mas dificilmente eles apresentam algum argumento sólido, baseado em fatos e com conteúdo bíblico. Quando isso aparentemente acontece, é fácil perceber que o argumento é uma cópia “ipsis litteris” de algum texto da Torre, e quando esse texto é desafiado, nenhuma resposta mais é dada.
Se você quiser ver claros exemplos dessa tática “atira e corre” da Torre de Vigia você pode ler os vários comentários no post sobre o Michael Jackson.
Eu concordo com Lauro que é Jeová quem atrai as pessoas. Mas discordo em dois pontos. Primeiro, Jeová atrai as pessoas para Ele e não para uma organização. Na verdade, a Bíblia nos diz isso em João 12:32. Jesus diz:
“E eu, quando for levantado da terra, todos atrairei a mim”.
É verdade que é Jeová quem atrai as pessoas. Jesus disse isso sobre si mesmo, porque Ele é Jeová, Deus Filho.
O texto acima não diz “todos atrairei para uma organização”. Não. Ele diz “todos atrairei a mim”.
Segundo, Jeová nos atrai não por causa de qualquer coisa boa ou merecedora em nós. Esse é um dos grande mitos que as Testemunhas de Jeová propagam. Eles se sentem merecedores da salvação (que na verdade é apenas a esperança que seu clone irá viver para sempre no paraíso, mas isso eu vou explorar em outro momento), tem muito orgulho disso, mas se esquecem de Tiago 4:6 “Deus resiste ao orgulhoso; dá, porém, graça ao humilde”. E como eu sei que nenhum de nós é merecedor? Simples, veja o que diz Provérbios 20:6 “Muitos há que proclamam a sua própria bondade; mas o homem fiel, quem o achará”?
E não podemos nos esquecer de Salmo 53:3 “Desviaram-se todos, e juntamente se fizeram imundos; não há quem faça o bem, não há sequer um”. Quantos existem que façam o bem? Nenhum sequer.
É por isso que Paulo disse “Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus; não vem das obras, para que ninguém se glorie”. Efésios 2:8-9.
E por último, é uma pena que ele não gosta da minha barbicha. Aliás, barbicha se escreve com ch não com x (se você fizer uma leitura atenta dos comentários vai perceber a quantidade absurda de erros de português das Testemunhas de Jeová. Minha teoria é que isso acontece por excesso de leitura da Sentinela), mas deixando isso de lado, eu fico me perguntando: o que a minha barbicha tem a ver com isso? Ter ou não ter barbicha influencia a veracidade daquilo que estou afirmando? Essa é mais uma tática para não lidar com o argumento apresentado e partir para o ataque pessoal.
Eu estou feliz com a minha barbicha e especialmente minha esposa está muito feliz com ela.

Um comentário:

ctsantana disse...

Uma das primeiras coisa que fiz depois que saí da Organização foi criar um belo cavanhaque.

Todos amaram!

Minha esposa detesta quando eu tiro...

Legalismos à parte, tem horas que me pergunto porque as Testemunhas criticam tanto os usos e costumes da "Cristandade Apóstata", quando, se você fizer uma pesquisa (um dia espero ter disposição para fazer isso), a Organização versa mais sobre detalhes pessoais e da vida íntima da pessoa do que algumas correntes radicais pentencostais.

Como diria nosso amigo Fernando Galli:

"BÍBLIA PRA VOCÊS!"

Cleber Tourinho

Nas escrituras, tirar os sapatos tem um significado muito especial. Quando Moisés teve seu primeiro confronto com Deus, Ele disse para que ele tirasse seus sapatos porque ele estava em terra santa. Jesus caminhou descalço para o Calvário. Na cultura daquele tempo, estar descalço era o sinal que você era um escravo. Um escravo não tinha direitos. Jesus nos deu o exemplo supremo de renunciar tudo por um grande objetivo.
Loren Cunningham Making Jesus Lord / Marc 8:34,35

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...