quarta-feira, maio 26, 2010

Dica de evangelismo: eu não sei o que dizer


“Você sempre usa o mesmo exemplo” é uma frase típica da minha esposa na volta pra casa após a ministração do nosso curso de evangelismo em alguma igreja. E é verdade, eu preciso arrumar um exemplo melhor. Mas até lá, vou continuar usando esse mesmo exemplo em nossos cursos, porque ele é característico de uma resposta comum quando se fala de evangelismo na igreja.
Ora, que exemplo é esse, você está se perguntando. Deixe-me explicar.
Um belo dia, alguns anos atrás em uma igreja evangélica conhecida à qual fazíamos parte, estávamos conversando com uma amiga filha de pastor sobre evangelismo (o que mais existe pra conversar?) e a convidamos para sair com a gente e pregar o evangelho.
Algo aconteceu.
Gostaria de ter as habilidades literárias necessárias ou mesmo o talento para descrever o rosto de nossa amiga. Ela empalideceu. Ficou sem cor. Seus olhos pareciam ter fugido para algum lugar muito distante, temendo que algo terrível acontecesse com ela. Eu nunca vi uma expressão de medo tão grande por causa de uma única frase. E a resposta que ela me deu me permitiu entender o porque de tanto medo: “eu nunca fiz evangelismo”, ela disse, “não sei o que dizer”. Relembrando, ela era filha de pastor. “Quanto tempo você é cristã”, e tive como resposta “toda a minha vida, mas nunca fiz evangelismo”.
Infelizmente essa é uma resposta muito comum quando convidamos as pessoas para colocarem sua fé em prática e cumprir o mandamento de pregar o evangelho. Muitos ficam com medo porque não sabem o que dizer. Tanto na hora de abordar uma pessoa, quanto na hora de apresentar o evangelho e também na hora de defendê-lo. Eu entendo tudo isso e possuo uma certa simpatia pelos irmãos que se sentem aterrorizados pela idéia de evangelizar. Mas esse medo é irracional e posso mostrar isso com algumas considerações.
Já abordamos a questão da abordagem (eu falei que faltavam habilidades literárias) em um post anterior. Não vou voltar nesse assunto, mas só quero dizer que é uma das principais barreiras ao evangelismo. Uma vez vencida, tudo daí em diante segue relativamente bem. Leia dois posts importantes sobre isso que vão te ajudar a vencer essa barreira. O primeiro é Diário de um evangelista: abordagem e o outro Dica de Evangelismo: ganhando sempre. Vença essa barreira e você vai ter resolvido 80% dos seus medos de evangelismo.
Vamos agora falar sobre os dois outros pontos que geram medo na hora de evangelizar.
Como apresentar o evangelho?
Essa é uma pergunta estranha. Na verdade, ela é comum, mas se bem analisada, ela é estranha. Se uma pessoa que se diz cristã não sabe apresentar o evangelho, é porque ele também não foi apresentado para ela. E isso é facilmente comprovado empiricamente. Vá para uma igreja evangélica qualquer, escolha aleatoriamente um membro qualquer dessa igreja e peça para que ele de uma explicação do que é o evangelho. Existe uma enorme chance que você receba uma resposta medíocre. Para dizer o mínimo. Eu já fiz isso algumas vezes e os resultados quase sempre foram os mesmos.
Seja como for, o evangelho é simples. Se você tem alguma dificuldade em apresentá-lo, lembre-se do seguinte: Deus criou o homem para ter um relacionamento conosco. Mas nós pecamos (mentira, roubo, blasfêmia e tantas outras coisas) e isso trouxe separação entre o homem e Deus. Não só isso, mas Deus separou um dia para julgar a humanidade e todos aqueles que forem considerados pecadores (ou seja, todos nós), serão condenados a pagar por seus pecados, recebendo a justa ira de Deus sobre eles. Mas Deus eu seu grande amor, enviou seu Filho Jesus Cristo para viver uma vida perfeita por nós e morrer na cruz em nosso lugar, recebendo a ira de Deus e disponibilizando assim a salvação para todos aqueles que se arrependerem de seus pecados e colocarem sua fé em Jesus Cristo. Esse é um bom resumo do evangelho. Simples assim. Claro, nada disso é simples, mas se você guardar essas informações poderá compartilhar o evangelho de forma simples e efetiva. Também recomendo o nosso Manual de Evangelismo, que pode ser baixado gratuitamente e é uma ferramenta maravilhosa para aqueles que querem realmente aprender a evangelizar.
E a última grande questão: e seu eu tiver que defender a nossa fé? E se eu encontrar alguém que sabe mais que eu, que é de outra religião, ou alguém fizer uma pergunta que eu não sei responder?
A resposta é simples: diga que não sabe, se realmente não souber. Diga que vai pesquisar sobre isso, que responde depois.
Mas você pode melhorar essa resposta. Algumas semanas atrás postamos sobre a Tática Columbo, que é uma maravilhosa tática que sempre me ajuda na hora de analisar as idéias concorrentes com o cristianismo que nos são apresentadas. Especialmente quando não sabemos a resposta.
Agora, leia isso com muita atenção: eu tenho um treinamento avançado em apologética. Ele me é muito útil e quero continuar sempre melhorando nisso, com a ajuda do Espírito Santo. Mas poucas vezes tive que usar de artilharia apologética pesada. Poucas vezes alguma pergunta mais complexa foi feita e nenhuma vez uma pergunta ficou no meio do caminho impedindo o evangelismo. Nenhuma vez!
Portanto, não deixe com que isso seja um impedimento. Prepare-se, estude, aprenda. Mas não fique esperando o dia que você for um mestre da apologética para finalmente sair para compartilhar sua fé. A prática é fundamental no aprendizado. Eu digo isso por experiência própria.
Portanto, vá e vença seus medos.

8 comentários:

Décio Crisóstomo disse...

"não fique esperando o dia que você for um mestre da apologética para finalmente sair para compartilhar sua fé. A prática é fundamental no aprendizado"


até pouco tempo esse era meu problema, mas aprendi que praticando aprendo muito mais..

Alice Lautert disse...

mto bom, util para meu crescimento! espero por na pratica....

Alice Lautert disse...

mto bom, util para meu crescimento! espero por na pratica....

Alice Lautert disse...

mto bom, util para meu crescimento! espero por na pratica....

blog teste Edley disse...

Bom dia pessoal comecei a acompanhar o blog de vcs e tenho sido confrontado e abençoado a cada post... mas, cadê o manual de evangelismo?

blog teste Edley disse...

Olá Pessoa!

Comecei a acompanhar seu blog...tenho sido confrontado e abençoado em cada post...em breve postarei mais comentários...mas, cadê o manual de evangelismo?

Maurilo e Vivian disse...

Olá Edley.
Bem vindo ao blog.
O manual de evangelismo pode ser encontrado no seguinte link: http://mauevivian.blogspot.com/2010/07/manual-evangelismo-novo.html
Abraços

Vitória Lopes disse...

bom

Nas escrituras, tirar os sapatos tem um significado muito especial. Quando Moisés teve seu primeiro confronto com Deus, Ele disse para que ele tirasse seus sapatos porque ele estava em terra santa. Jesus caminhou descalço para o Calvário. Na cultura daquele tempo, estar descalço era o sinal que você era um escravo. Um escravo não tinha direitos. Jesus nos deu o exemplo supremo de renunciar tudo por um grande objetivo.
Loren Cunningham Making Jesus Lord / Marc 8:34,35

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...