terça-feira, janeiro 18, 2011

Dicas de hermenêutica: como interpretar a Bíblia


Tradução Pés Descalços


A hermenêutica se refere ao estudo dos princípios metodológicos da interpretação da Bíblia. Aqui estão 10 dicas que você pode usar para interpretar as Escrituras.

A nossa hermenêutica é baseada em 2 Timóteo 3:16 e 17. Esses versos dizem: "Toda Escritura é divinamente inspirada e proveitosa para ensinar, para repreender, para corrigir, para instruir em justiça; para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente preparado para toda boa obra." Nós entendemos que as Escrituras não poderiam ser proveitosas se ela contivesse erros, portanto a Palavra de Deus deve se inerrante. Usando a hermenêutica corretamente, podemos provar que a Palavra é inerrante em sua totalidade.


10 Dicas de Hermenêutica


1. Interprete as Escrituras pelas Escrituras. Já que a Bíblia não se contradiz, a sua interpretação deve ser consistente com a sua revelação em outras passagens das Escrituras.

2. Entenda o verso no contexto antes de tirá-lo fora do contexto.

3. Pergunte-se para quem o texto foi escrito e por que foi escrito. Alguns textos foram escritos apenas para os antigos israelitas e foram intencionados apenas para eles.

4. Veja se um texto do Velho Testamento está repetido no Novo Testamento. Se está repetido, podemos ter certeza que o texto foi direcionado para os Israelitas E para a Igreja.

5. Se você não é fluente em hebraico e grego, então use uma tradução que você possa ir diretamente para uma concordância nesses idiomas e definir as palavras desses idiomas antigos. Isso vai ter dar um maior entendimento do significado.

6. Use algumas traduções diferentes. Algumas são bem específicas e algumas dão uma visão geral. Checar outras traduções pode te dar diferentes pontos de vista em podem enriquecer o estudo.

7. Considere as limitações dos antigos idiomas. Os antigos não tinham todas a palavras que nós temos hoje. Portanto, existem momentos que eles tinham um certo sentido que não se traduz perfeitamente para o português. Vemos isso por exemplo com o “ruminar” da lebre, alegado erro bíblico com a palavra "gerah" que é uma palavra antiga que se refere tanto a refeição quanto a ruminação.

8. Omissões não são necessariamente erros. Com diferentes autores, nós devemos esperar omissões nas Escrituras. Eles nunca afirmaram ser uma fonte exaustiva de palavras e ações.

9. Use alguns recursos confiáveis como comentários e indexes. Eles vão abordar assuntos como manuscritos, interpretação, outros textos que parecem contradizer, significado, contexto, etc.

10. Ore e peça pela direção do Espírito Santo. De forma direta e simples, peça a Deus por ajuda. Ele pode direcionar você.

2 Timóteo 2:15 diz: "Procura apresentar-te diante de Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade."

Um comentário:

Wandrey Suarez disse...

Parabéns e obrigado, pelas excelentes dicas, irmãos.

Mas devemos sempre termos o devido cuidado para não acreditarmos em ensinos 'bíblicos' só porque se nos ensinaram assim. Devemos ter a Bíblia em primeiro lugar antes que a homens. Como expressou o apóstolo: "temos de obedecer a Deus como governante, antes que a homens"

Wandrey

Nas escrituras, tirar os sapatos tem um significado muito especial. Quando Moisés teve seu primeiro confronto com Deus, Ele disse para que ele tirasse seus sapatos porque ele estava em terra santa. Jesus caminhou descalço para o Calvário. Na cultura daquele tempo, estar descalço era o sinal que você era um escravo. Um escravo não tinha direitos. Jesus nos deu o exemplo supremo de renunciar tudo por um grande objetivo.
Loren Cunningham Making Jesus Lord / Marc 8:34,35

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...