domingo, janeiro 23, 2011

Diário de um evangelista: Por que evangelizar?




Sair de casa, ir para a rua, abordar um completo estranho para falar sobre um dos assuntos mais controversos do mundo: religião... Não parece uma idéia muito agradável não é verdade? Bom, pelo menos para a maioria das pessoas, certamente não é.
Então a pergunta que se faz é: por que eu deveria fazer isso? Por que sair de casa, do meu conforto, de estar somente entre os meus amigos e irmãos, em um lugar seguro, para colocar minha fé à prova?
Eu gostaria de oferecer alguns “por ques”, três pensamentos que juntos podem te motivar a sair de sua zona de conforto, pegar sua varinha e se prontificar para pescar almas. Mas antes, só quero deixar bem claro que essa não é a única forma de evangelismo. Não somente o sair especificamente para isso. Mas também trazer o evangelismo para seu dia-a-dia. No trabalho, na família, na escola, na internet, na igreja (tem muita gente não salva frequentando as igrejas, não se esqueça disso).
Por que evangelizar?


Para adorar a Deus
Muitas pessoas não pensam no evangelismo como uma forma de adoração, mas quando nós levamos a palavra do Reino para esse mundo, estamos declarando os preceitos do Senhor, as boas novas, o ano aceitável do Senhor (Lucas 4:18-19). Estamos declarando que um Deus Todo Poderoso ama pecadores imundos como nós e que Ele está pronto a perdoar nossos pecados. Ele está pronto a nos regenerar, a nos tornar Seus filhos. O milagre da salvação traz glória à Deus, através de seus vasos de misericórdia (Romanos 9:23). Se criar o Sol já é um milagre incrível, perdoar e salvar um pecador imundo que é Seu inimigo é um milagre ainda maior (Romanos 5:10). Além disso, existe alegria juntos aos anjos de Deus quando um pecador se arrepende (Lucas 15:10). A Bíblia também nos diz que tudo o que fazemos, devemos fazer para a glória de Deus (1 Coríntios 10:31). Portanto, se você quer adorar a Deus em sua plenitude, evangelize o perdido e deixe a glória de Deus se manifestar na salvação.

Para obedecer o Nosso Senhor
Jesus foi bastante explícito em suas últimas palavras: “Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações” (Mateus 28:19); “E disse-lhes: Ide por todo o mundo, e pregai o evangelho a toda criatura” (Marcos 16:15); “Mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e ser-me-eis testemunhas” (Atos 1:8). Jesus disse que aquele que O ama, guarda seus mandamentos (João 14:15). Jesus deus um mandamento muito específico para todos nós. Não somente os apóstolos ou os discípulos que viram Jesus. Foi para todos nós. Tanto isso é verdade que Paulo disse “Como pois invocarão aquele em quem não creram? e como crerão naquele de quem não ouviram falar? e como ouvirão, se não há quem pregue? E como pregarão, se não forem enviados? assim como está escrito: Quão formosos os pés dos que anunciam coisas boas!” (Romanos 10:14-15, por isso nossos pés são “descalços”). Se você ama ao Senhor, você vai querer agradá-lo, não para alcançar algo, mas porque você o ama e Ele é digno. E se você o ama, você vai querer levar o evangelho da salvação para aqueles que necessitam.

Por amor às almas
Você sabia que todo o dia mais 150 mil pessoas morrem? E milhares delas sem a salvação em Jesus Cristo? Existe um senso de urgência na mensagem pregada pelos apóstolos porque eles sabiam que o que estava em jogo era o destino eterno das pessoas. O destino dos perdidos te preocupa?
Spurgeon uma vez disse: “Você não tem preocupação com a salvação de almas? Então, você também não é salvo, tenha certeza disso”. Eu concordo com Spurgeon. Se nós realmente amamos a Deus, também iremos amar aqueles que são objeto de seu amor. Quando lembramos que nós também estávamos entesourando para nós mesmos para o dia da ira (Romanos 2:5) e Deus nos salvou, isso deveria trazer um temor em nosso coração em relação às almas. Por favor, não endureça seu coração para isso. Todos nós vamos prestar contas à Deus por todas as coisas, incluindo o evangelismo que fizemos ou não fizemos (Ezequiel 3:18-21).

Aí está. Três bons motivos para compartilhar sua fé. Se você precisa de motivação, eu espero que esses três pontos façam o trabalho.

Sempre que começo a desanimar quanto a manter um estilo de vida evagelístico, eu me lembro que eu quero glorificar a Deus, obedecer ao Senhor e amar as almas. Quando todas essas coisas são colocadas em perspectiva, eu me sinto mais motivado para cumprir com a grande comissão.

E eu espero que ajude você também.

2 comentários:

Diogo Carvalho disse...

Ótimo texto.
Realmente a adoração e o amor a Cristo devem vir antes do amor à almas. Se bem que, quando evangelizamos, Deus nos inunda com uma profunda compaixão pelas pessoas perdidas. Parabéns!

Wandrey Suarez disse...

É isso mesmo, irmão. Vamos pregar as Boas Novas do Reino com senso de urgência.

Devemos levar em conta que a mensagem de salvação é, primeiramente, uma mensagem de "reconciliação e de paz" entre nós que pecamos e Deus que nos quer perdoar e nos dá a 'reconciliação" e entre os anjos que também pecaram (os anjos que cometeram fornicação com as mulheres antes do dilúviu). Pois Jeová e Jesus estão concedento até mesmo a eles o 'ministério da reconciliação'

Vamos, irmão! Vamos urgentemente declarar as Boas Novas de justiça e de verdades de Deus.

Estaremos juntos nessa obra.

Wandrey

Nas escrituras, tirar os sapatos tem um significado muito especial. Quando Moisés teve seu primeiro confronto com Deus, Ele disse para que ele tirasse seus sapatos porque ele estava em terra santa. Jesus caminhou descalço para o Calvário. Na cultura daquele tempo, estar descalço era o sinal que você era um escravo. Um escravo não tinha direitos. Jesus nos deu o exemplo supremo de renunciar tudo por um grande objetivo.
Loren Cunningham Making Jesus Lord / Marc 8:34,35

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...