quinta-feira, julho 23, 2009

Claudia Leitte, Teologia e Peanuts





Peanuts forever!
Esses dias nós vimos uma entrevista da cantora baiana Claudia Leitte no programa Marília Gabriela Entrevista, no canal GNT. Entre vários fatos interessantes sobre a cantora, algo que nos chamou a atenção foi como ela se posiciona sobre sua espiritualidade. Sem definir nenhuma vertente ou denominação, Claudia Leitte se disse cristã e que pretendia no futuro estudar teologia.
Já tínhamos visto em uma entrevista no Fantástico ela comentando que estava estudando a Bíblia. Ela foi muito cuidadosa em relação a não se identificar com nenhum grupo religioso, usando o termo cristão de uma maneira bastante aberta, o que pode permitir a qualquer grupo querer identificá-la como um deles ou não. Eu entendo esse cuidado. Mas para nós, somente a palavra cristão infelizmente não define muita coisa, ela precisa ser um pouco mais qualificada (o termo). Talvez o que eu imagino por cristão seja um pouco diferente do que a maioria imagina. Seja como for, eu ainda gostaria de um pouco mais de informação sobre isso.
Uma coisa muito interessante aconteceu ao final da entrevista, quando Marília Gabriela perguntou para Claudia Leitte sobre dois pingentes que estavam em dois cordões em seu pescoço. Ela queria saber se eram estrelas de orixás ou coisa do tipo. Muito calmamente, de uma forma bastante diplomática que faria Greg Koukl pular de alegria, Claudia explicou que admira muito a cultura da Bahia, mas não está ligada ao Candomblé ou Umbanda, aquelas eram estrelas de Davi, nome de seu filho. Interessante que as estrelas eram claramente estrelas de Davi. Talvez pelo fato de Claudia ser uma cantora baiana, a entrevistadora já assumiu que ela seria ligada às religiões afros. Foi engraçado ver alguém tão inteligente cair no lugar comum tão facilmente. Mas no final das contas, todos fazemos isso em algum momento.
De tudo o que foi dito, o que mais nos chamou a atenção foi quando Claudia disse que quer estudar teologia. O primeiro pensamento que veio à nossa mente foi “por que alguém gostaria de estudar teologia”? A grande maioria das pessoas não quer nem pensar sobre isso. Nem mesmo aqueles que se dizem cristãos querem saber de teologia. Muitos pastores não querem saber de teologia!
Normalmente, o que leva alguém para a teologia é o desejo de conhecer algo mais profundo sobre Deus ou a necessidade de se preparar melhor para o ministério. Qual seria a motivação para Claudia Leitte expressar o desejo de estudar teologia?
Seja qual for a motivação (isso é irrelevante para nós), acredito que algumas coisas devem ser consideradas antes que alguém venha a estudar teologia.
Por que devemos fazer teologia? Porque no final das contas, todos somos de alguma forma teólogos. Alguns são bons teólogos, outros são péssimos teólogos, mas de uma forma ou outra, todos praticamos teologia. Exagero? Comece a conversar com alguém sobre Deus e você vai ver que essa pessoa tem uma visão sobre quem Deus é (ou não é). Essa pessoa pode estar errada em relação a pessoa de Deus, mas com toda certeza ela tem alguma opinião. Quantas vezes não dizemos “o meu Deus jamais faria tal coisa”, “o meu Deus isso”, “o meu Deus aquilo”. Todos somos teólogos. A questão é: queremos ser bons teólogos, com uma visão bíblica sobre quem Deus é ou queremos criar um deus à nossa imagem e semelhança, um deus que nos agrade? Seguir o primeiro é cumprir o grande mandamento “amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todas as tuas forças” (Deut 6:5), seguir o segundo é violar o primeiro e o segundo Mandamentos (Exo 20:3-4). Sejamos bons teólogos, minimamente informados sobre nossas crenças e hábeis no uso de nossa maior ferramenta. E é aqui que a grande maioria daqueles que vão estudar teologia erram, e erram feio.
A grande maioria dos que se aplicam para estudar teologia acham que vão estudar a Bíblia ali. Infelizmente, estão um pouco enganados. Existe muito sim de Bíblia em cursos de teologia, mas não é um curso bíblico. O aluno vai estudar filosofia, línguas, habilidades ministeriais, geografia, hermenêutica e outras matérias. Todas são úteis, mas não são a Bíblia. Eu conheço muitos alunos de teologia que tem um conhecimento pífio de Bíblia e por sua vez, das doutrinas básicas do cristianismo. Talvez por isso tantos pastores tem dificuldade de articular o evangelho. São bons na hora de citar algum teólogo, mas Bíblia mesmo...
Recomendo a qualquer um que queira fazer teologia que só vá estudar quando já tiver um bom conteúdo escriturístico. Leia a Bíblia. Se você faz parte dos 90% dos cristãos que não lêem a Bíblia regularmente, então teologia não é para você (e nem o cristianismo, já que não dá para ser cristão e não ler a Bíblia. Vá ser outra coisa...). Mas se você quer se preparar melhor para um curso teológico, devore as Escrituras. E se você precisa de ajuda, de um método para ler a Bíblia, gostaríamos de recomendar o Programa Grant Horner de Leitura da Bíblia. Você pode baixar o material de leitura gratuitamente em nosso blog. Esse método vai mudar a forma como você lê a Bíblia. Você vai se perguntar “como eu vivi com uma dieta tão rala de Bíblia”?
Uma outra coisa a se considerar quando se pretende estudar teologia, é saber qual a orientação doutrinária da instituição. Além de se certificar que é uma escola ortodoxa (ou seja, que acredita nas doutrinas básicas do cristianismo), também é bom saber quais outras crenças distinguem essa escola. Por exemplo, se você é uma pessoa de uma igreja reformada e vai estudar teologia em uma escola pentecostal, muito provavelmente você vai passar mais tempo discutindo com as pessoas do que aprendendo. É interessante ganhar uma visão sobre outras denominações, mas tome cuidado para que isso não se torne um problema ao invés de uma solução.
Ainda assim, caso você queira freqüentar uma instituição de orientação doutrinária diferente da sua, então ao menos esteja pronto a abrir mão de certas coisas para ao menos manter o diálogo aberto. A sua chance de aprender vai aumentar bastante.
Última coisa. Lembre-se que teologia possui seu lugar e seu momento. Teologia é muito importante, pois aprendemos mais sobre Aquele que se revelou a nós. Mas temos de tomar muito cuidado para que esse conhecimento não esteja acima de nosso amor pelas pessoas. Que nosso amor pelas almas e por Deus seja sempre colocado em primeiro lugar em relação ao nosso conhecimento. Que nosso conhecimento bíblico venha a qualificar nosso amor pelas pessoas e assim a teologia terá um valor prático por toda nossa vida.

8 comentários:

jBrother disse...

Muito interessante o artigo. Concordo que o primeiro passo antes de pensar em um curso de Teologia seja ler a Bíblia. Porém gostaria de fazer uma observação sobre a idéia de que dizer que é cristão não diz muita coisa. Eu acho que diz tudo, ter fé em Cristo é a chave e isto está muito acima do que ser parte de qualquer denominação religiosa.

Maurilo & Vivian disse...

Olá jBrother.
Eu acho que deveria ter qualificado o uso do termo cristão.
Em sentido restrito, realmente dizer que se é cristão é tudo. Isso já deveria ser o bastante para que muito se soubesse sobre uma pessoa e sobre o que poderia se esperar dela.
Mas hoje em dia qualquer um pode se chamar cristão mesmo que essa pessoa não saiba nada sobre Cristo, não siga a Cristo e viva publicamente de uma forma reprovável para um cristão. Nesse sentido, simplesmente dizer "eu sou cristão" não nos permite acolher esse pessoa em nosso meio sem reservas.
Levando-se em consideração que 2 bilhões de pessoas no mundo se dizem cristãs, eu acho que esse cuidado vem a calhar.
Eu não acho que essa qualificação que eu cobro seria em relação a denominação. Se por exemplo, Claudia Leitte declarasse que era cristã da Igreja Batista, por exemplo, ainda assim teria o mesmo efeito para mim.
Espero que tenha ajudado a entender um pouco meu ponto.

jBrother disse...

Qual o problema da Igreja Batista ?

jBrother disse...

Qual o problema da Igreja Batista ?

Maurilo & Vivian disse...

A priori nenhum. Só usei como exemplo. Poderia ter usado outra denominação.
Achei que meu argumento tinha ficado claro, mas acho que não.

jBrother disse...

Ficou claro para mim que na sua visão há uma certa banalização com o termo cristão por isto você acha importante que a pessoa não apenas se veja assim, mas que ela aborde sobre o que ela entende por ser cristã para dar uma idéia mais precisa se ela se refere. Porém em sua conclusão não entendí se você usou a Igreja Batista no sentido de que são um tipo de cristianismo que para você é o mesmo que as pessoas que professam ser cristãs apenas por falar, ou que por ela ser respeitada por você mesmo que ela dissese que era da Igreja Batista ainda assim seria necessário um abordagem mais profunda. Fiquei curioso caso fosse em áspecto negativo pois tenho um certo respeito pela Igreja Batista e ficaria curioso sobre algum ponto negativo que você observa nesta denominação. Somente isto !

Danilo Fernandes disse...

Muito interessante!

Marielen Cordeiro disse...

Ótimo texto! O que temos visto em nossos dias é o fato de que cristão passou a significar "alguém que acredita que Cristo existe", não alguém que O imita, que O obedece. Antes que venha algum espiritual dizer que "só Deus sonda os corações", deixe-me lembrá-los de que o Filho Dele disse que pelos frutos veríamos quem são seus discípulos (Mt 7.20). infelizmente, em nossa realidade, 90% do Brasil se diz cristão, mas cada um tendo sua versão personalizada do que é cristianismo, priorizando mais a "boa intenção do coração" (Jeremias se revira no túmulo neste momento) do que a obediência espiritual mostrada na Bíblia...

Nas escrituras, tirar os sapatos tem um significado muito especial. Quando Moisés teve seu primeiro confronto com Deus, Ele disse para que ele tirasse seus sapatos porque ele estava em terra santa. Jesus caminhou descalço para o Calvário. Na cultura daquele tempo, estar descalço era o sinal que você era um escravo. Um escravo não tinha direitos. Jesus nos deu o exemplo supremo de renunciar tudo por um grande objetivo.
Loren Cunningham Making Jesus Lord / Marc 8:34,35

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...