domingo, janeiro 10, 2010

Redes, peixes e pilantragem evangélica

Existem limites para tudo no mundo "evangélico", mas tem uns que ultrapassam totalmente.
Após a venda de lencinhos com suor do apóstolo e tantas outras coisas, estão vendendo redinhas para 150 mil pessoas que vão doar 153 reais que representam 153 peixes! Que peixes? 153? O que aconteceu com o número 40? Tem cada pilantra nesse mundo... e tanta gente que gosta de ser enganada. Mas, como já disse Paulo "Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo grande desejo de ouvir coisas agradáveis, ajuntarão para si mestres segundo os seus próprios desejos" 2 Tim 4:3
Abaixo segue o vídeo com o mestre que muitos ajuntaram para si mesmos:*

Um comentário:

Sem. Alves disse...

É, mais um, o pior de tudo é que surgirão mais! mais a culpa se ao povo que não ler a Bíblia, apenas a carregam debaixo do braço e lêem apenas os textos isolados que estes fraudulentos usam para se dar bem. Huss foi queimado por anunciar a palavra de forma que sua comunidade entendece, o povo desejava não só entender, mas ler a Palavra, hoje esse valores se inverteram, o povo prefere ouvir "latin-dos",do que a Palavra da verdade, o evangelho da nossa salvação.
Mas oremos e estudemos a Palavra instruída pelo Espírito Santo de Deus, diferente destes, que vivem falando coisas de si mesmos.

Nas escrituras, tirar os sapatos tem um significado muito especial. Quando Moisés teve seu primeiro confronto com Deus, Ele disse para que ele tirasse seus sapatos porque ele estava em terra santa. Jesus caminhou descalço para o Calvário. Na cultura daquele tempo, estar descalço era o sinal que você era um escravo. Um escravo não tinha direitos. Jesus nos deu o exemplo supremo de renunciar tudo por um grande objetivo.
Loren Cunningham Making Jesus Lord / Marc 8:34,35

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...